Como otimizar a gestão de estoque no meu negócio?

Fazer uma correta gestão de estoque é crucial em todo negócio. Essa prática garante que os produtos adequados estejam disponíveis para vendas, que o dinheiro investido seja movimentado e que os clientes encontrem os produtos que procuram.

Um estoque pouco gerenciado, no entanto, implica em uma série de erros, como produtos parados ou escassos para atender às demandas do mercado. Isto é, prejuízos! Assim, além de problemas operacionais, acumulam-se problemas financeiros.

Pensando nisso, separamos algumas dicas sobre a gestão de estoque e sua importância nos negócios. Acompanhe com atenção aos próximos tópicos. Boa leitura!

O que é e como funciona a gestão de estoque?

Grosso modo: gestão de estoque é a organização dos produtos que podem ajudar a empresa a gerar receita no futuro. Dentre os diversos tipos de estoque, destacam-se:

  • produtos acabados — prontos para a venda;
  • produtos semiacabados — em processo de produção, mais comum na indústria;
  • administrativo — materiais usados no expediente (caneta, papel, tinta, etc.).

O estoque acabado, com itens prontos para venda, deve receber uma atenção extra. Ele garante que os clientes encontrem o que procuram. Então, o gestor deve acompanhar o seu nível a fim de mantê-lo atualizado conforme a demanda do mercado.

O estoque de materiais administrativos, comumente chamado de almoxarifado, também deve receber atenção. Sem ele, muitas das atividades diárias poderão ficar paralisadas.

Como melhorar a gestão do estoque?

1. Entenda o ponto de pedido

Há um momento certo para pedir os produtos que estão acabando, o ponto de pedido (ou simplesmente: PP). É necessário relacionar o tempo que leva para o pedido chegar até a empresa e o número de produtos consumidos nesse período, assim saberá o momento certo de pedir.

Além disso, é importante manter um estoque de emergência — caso haja imprevistos com o transporte.

2. Mantenha a organização no estoque

Muitos empresários, gestores e operários não dão a devida atenção ao assunto, por isso diversos itens são perdidos. Eles deixam de ser vendidos algumas vezes, mitigando as receitas da empresa, até que em algum momento, como um inventário, são encontrados.

Então é preciso manter a organização, talvez implementando um programa de monitoramento do estoque e padronização da arrumação ou conscientizando as equipes de trabalho da importância do assunto. Assim, melhores resultados serão obtidos.

3. Conte com uma consultoria

Uma das práticas mais producentes é contar com uma consultoria em gestão. Ela indicará os melhores caminhos para otimizar a gestão de estoque, manter tudo organizado e a equipe alinhada para atuar.

O primeiro passo será um diagnóstico, avaliando como está o estoque e quais pontos precisam de ajustes. Em seguida, uma série de práticas serão implementadas para transformar o status quo e assegurar um negócio mais próspero e lucrativo.

Qual o papel da tecnologia nesse processo?

Há, por fim, que se considerar as modernas tecnologias. Com um bom software de monitoramento e controle do estoque é possível ter diversas informações nas mãos e garantir um gerenciamento mais eficaz. Logo, diversos erros serão mitigados.

A tecnologia adequada, além de automatizar diversas etapas da gestão estoque, permite que o gestor ou empresário tenha maior clareza quanto ao que precisa ser feito, como e quando. No final das contas, todos — investidores, funcionários e clientes — serão beneficiados!

Estas são as principais dicas, então não deixe de aplicá-las. Use uma boa tecnologia, entenda o ponto de pedido, mantenha a organização e conte com uma consultoria especializada. Assim, conseguirá otimizar a gestão de estoque no seu negócio.

Gostou do conteúdo? Agora aproveite para nos seguir no Facebook ou LinkedIn para ficar sempre atualizado com nossos posts!