Comportamento X Habilidades técnicas: Um grande desafio

Você não está tendo o comprometimento, engajamento da sua equipe? As pessoas estão mais apáticas, descompromissadas com os objetivos da organização? Você não está alcançando os objetivos propostos? Você precisa definir um corte de profissionais? Talvez o seu problema não seja único no mercado.

Com a crise econômica, falta de emprego no mercado nacional muitas empresas estão sendo obrigadas a reduzir seu quadro de funcionários, ou no caso de novas contratações não podem perder dinheiro com possíveis demissões e desperdício de treinamento, tempo e performance.

Uma pesquisa realizada na VOCE S/A sobre os motivos das demissões nas empresas brasileiras constatou que 87% das pessoas são dispensadas por problemas comportamentais, apenas 13% são por deficiência técnica.

Nesta pesquisa foram abordadas 522 empresas, sendo 63% multinacionais, sem identificação dos entrevistados, tornando a pesquisa mais consistente em seus resultados. Podemos verificar então a necessidade de tecer um novo olhar no momento em que contratamos as pessoas para atuarem na organização, não simplesmente avaliar as habilidades técnicas, experiência profissional, cursos, atualização, mas também as características e habilidades comportamentais.

As atitudes das pessoas tem sido um dos maiores desafios para se atingir sucesso das organizações, não porque as pessoas não possuam talentos e comportamentos bons, mas principalmente por não estarem enquadrados no exercício de suas funções, alguns desses profissionais são pessoas competentes, cumpridores de suas responsabilidades, mas é por causa de atitudes, postura, relação interpessoal e engajamento com a equipe que acabam não produzindo e dificultando o andamento das tarefas.

Os líderes além de buscarem as qualidades técnicas na sua equipe, também tem que administrar as diversas situações que envolverão comportamentos e sentimentos, que se não forem bem resolvidos, com certeza acarretarão em baixa performance, desmotivação, turn over e o fracasso na implantação de objetivos

Quando uma empresa possui as competências técnicas e comportamentais de acordo com o mercado, cultura organizacional e por cargos, diminui significativamente a rotatividade, melhora a performance individual e do grupo, alinha perfil do líder com os subordinados, e também da organização, mas acima de tudo muda o clima interno e a busca de objetivos se torna mais efetiva.

Share