Treinamento corporativo: Saiba como e porque investir

O uso de treinamentos corporativos é ferramenta-chave para a aprendizagem organizacional, garantindo que os profissionais estejam mais competentes para atender e realizar suas atividades diárias. Contudo,  em diversas empresas, o assunto é escasso.

Em nível nacional, as empresas investem cerca de 21 horas ao ano em treinamento por colaborador, um número 36% inferior às empresas norte-americanas. Um erro, afinal, o nível de competência de um equipe é diretamente proporcional aos resultados entregues.

Pensando nisso, criamos um guia para você. Hoje, vai entender como e porque investir nos treinamentos corporativos, mantendo todo o time mais entusiasmado e motivado. Continue a leitura e fique por dentro do assunto. Boa leitura!

Vantagens do investimento em programas de capacitação

Há diversas vantagens em manter o time competente para agir, encantar os clientes e entregar resultados. Dentre as principais, é possível destacar:

Trabalhadores mais motivados

Investir nos profissionais é uma forma de mantê-los motivados, entendendo que a empresa valoriza a sua mão de obra. Isso, por sua vez, produz uma série de impactos positivos na empresa — como o aumento da produtividade diária, o compromisso com o que está sendo feito e o entusiasmo ao longo do expediente.

Retenção de talentos

Não basta criar estratégias para atrair profissionais acima da média, é preciso retê-los na empresa. Assim, é possível arquitetar e manter equipes de alta performance. O adequado treinamento contribui para uma maior retenção, visto que os profissionais sentem-se mais valorizados na firma. Logo, é possível obter melhores resultados.

Melhor atendimento aos clientes

Uma recente pesquisa afirma que 86% dos clientes migram para a concorrência por conta com mau atendimento, fruto de profissionais despreparados e desmotivados. Dessa forma, a capacitação dos funcionários é, também, uma maneira de encantar os clientes finais, otimizando seu atendimento e experiência na jornada de compra.

Correta escolha do treinamento corporativo

A escolha de um bom treinamento corporativo  é essencial para desenvolver as competências adequadas na equipe. Veja, agora, três dicas:

Conheça as competências demandadas pelo time

Em primeiro lugar, é preciso definir as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) que devem ser supridas. Para tanto, é importante que se realize uma avaliação de desempenho do time. O treinamento ideal deve ser uma solução ao “gap” existente entre o nível de conhecimento atual e o desejado.

Estabeleça a melhor metodologia

A metodologia de ensino é essencial ao processo de aprendizagem. Na atualidade, há diversos métodos de capacitação — a melhor escolha vai variar de acordo com o perfil do time, orçamento e tempo disponíveis. De modo geral, no entanto, os treinamentos presenciais são mais eficazes, pois há interação entre instrutor e a equipe.

Conte com uma escola de educação corporativa

Por fim, é importante contar com instrutores realmente competentes, com experiência e conhecimento adequado sobre o assunto. Para escolher uma boa escola de educação executiva, deve-se considerar seu portfólio de trabalho, experiência no mercado e metodologias de ensino disponível.

Periodicidade dos programas de capacitação

Uma grande dúvida está relacionada à frequência da capacitação: ela deve ser feita todo mês ou apenas trimestralmente? Isso varia de empresa para empresa, sendo preciso avaliar a demanda interna. É importante, no entanto, que o treinamento do time seja algo constante, objetivando desenvolver competências pertinentes ao alto desempenho.

Veja, agora você está por dentro do assunto. Os treinamentos corporativos são essenciais para motivação, retenção de talentos e satisfação dos clientes, culminando maior lucratividade. Deve-se, no entanto, usar as dicas aqui citadas.

Gostou do conteúdo? Aproveite para conhecer nossos treinamentos!