Capital Intelectual: o principal ativo da sua empresa

Uma das maiores preciosidades que uma empresa possui não é material e nem monetária, muito pelo contrário. O capital intelectual é a principal engrenagem de uma organização e é por meio dele que todos os outros bens são conquistados.

Se você não o conhece ou não sabe de sua importância, continue lendo este post. Nele, explicaremos não só o que é, mas também como criar um capital intelectual valioso. Confira!

Entenda o que é capital intelectual

O capital intelectual é basicamente a somatória de conhecimentos aplicada pelos funcionários a fim de dar vantagens competitivas à empresa em que trabalham, desde habilidades na gestão de pessoas até a criação de processos e metodologias de trabalho.

O conceito foi criado por Peter Senge, o autor do livro “A quinta disciplina”. Para embasar seu conceito, Senge afirma que “As organizações que aprendem são aquelas nas quais as pessoas aprimoram continuamente suas capacidades para criar o futuro que realmente gostariam de ver surgir”.

Saiba como criar o hábito de compartilhar conhecimento

É bem provável que exista um grupo de WhatsApp para cada departamento de sua empresa. Isso acontece porque é natural que as pessoas com interesses comuns queiram estar próximas umas das outras para conversas e compartilhar informações.

Sabendo que o interesse em compartilhar é algo natural do ser humano, por que não incentivar também a multiplicação do conhecimento adquirido na rotina de trabalho? Para isso, os colaboradores podem gravar vídeos explicando uma forma mais eficiente de realizar um processo, ou apresentar, em uma webinar, algum software novo, que, com certeza, ajudará a aumentar a produtividade das equipes.

Incentive esse tipo de compartilhamento criando datas especiais para que os vídeos sejam gravados e premiações para os melhores compartilhamentos. Além disso, reserve uma reunião quinzenal ou mensal para que os próprios colaboradores sejam motivados a apresentar ideias, e as bonificações, com certeza, transformarão essas atitudes em hábitos.

Conheça algumas ferramentas que ajudam na criação de hábitos

Deu para notar que compartilhar conhecimento é muito importante para a saúde de uma empresa e que a melhor forma de fazer com que a troca de informações aconteça com frequência é transformando-a em hábito, certo? Mas nem sempre é fácil fazer com que uma prática se torne corriqueira, por isso, separamos alguns softwares que podem auxiliar nessa tarefa. Confira:

  • 7 weeks: esse aplicativo permite a criação de vários hábitos durante os dias da semana e há a opção de ir marcando os dias em que o hábito foi cumprido ou não;
  • Habitbull: semelhante ao 7 weeks, mas além da criação de compromissos, ele apresenta medidas, como a quantidade de dias em que o hábito foi cumprido, e incentiva a repetição de algo por, ao menos, 66 dias para que seja considerado um hábito;
  • Aio: esse é um software que funciona de forma parecida com o YouTube, no qual você insere vídeos, podcasts e documentos, e escolhe se quer compartilhar com todos da empresa, com alguns departamentos ou, até mesmo, com um grupo seleto de pessoas. Além disso, é possível fazer apresentações ao vivo e monitorar quem acessa e o que foi acessado.

Como você pôde perceber, compartilhar conhecimento é vital para gerar um espírito inovador nas organizações e existem muitas técnicas e ferramentas que podem auxiliar nesse processo. A parte mais importante do processo é fazer com que a atitude faça parte da cultura interna, como uma verdadeira rotina.

E se você ainda sente que sua maior dificuldade para implantar a valorização do capital intelectual será incentivar as equipes, confira as dicas que demos sobre como engajar seus colaboradores. Vamos lá!

Share